Bianca Simãozinho

Aos 16 anos criou um projeto social em sua própria casa querendo ajudar crianças e adolescentes. Com 20 anos recebeu o prêmio FazDiferença do Jornal O Globo na categoria Educação e há 16 anos vem transformando a vida de milhares de pessoas da Baixada Fluminense/RJ.

Biografia

 

Nascida e criada na Chatuba, aos 9 anos, aluna de escola pública, Bianca tinha ideias avançadas para uma criança da sua idade: questionava a desigualdade, refletia sobre a generosidade, a bondade e o amor ao próximo. E ainda tão nova gostava tanto de escrever que acabou escrevendo um livro infantil, O Reino de Amor. Sua mãe, Lucimar Simãozinho, sempre acreditou muito no potencial de sua filha e ajudou a criar um projeto social em sua própria casa com a ideia de transformar e ajudar crianças e adolescentes. Filha de pais pobres, sua mãe vendedora e do lar e seu pai balconista em uma farmácia desde 14 anos de idade, Bianca sofria com a falta de oportunidades e por falta de um espaço de convivência para que pudesse desenvolver seus potenciais, e foi aos 16 anos que resolveu arregaçar as mangas e mudar a realidade que vivia e transformar a vida de centenas de crianças e adolescentes.

Em 16 anos de atuação Bianca já palestrou em diversos eventos no Brasil todo e recebeu diversos prêmios e reconhecimentos.

Hoje Bianca coleciona histórias de sucesso e superação de crianças, adolescentes, jovens e famílias inteiras que passaram pelo projeto e tiveram suas vidas transformadas por ações desenvolvidas pelo Instituto Mundo Novo, criado e idealizado por Bianca Simãozinho. Conheça como a menina Bianca deu uma virada em sua vida criando um Mundo Novo de oportunidades para sua Comunidade.

Depoimentos

Conheci a Bianca e o Instituto Mundo Novo em 2012. A admiração pela história da “chatubeira” que aos 16 anos iniciou um processo para transformar a realidade local foi imediata. Bianca, junto com sua família e amigos voluntários, criou um Mundo Encantado que fascina e transborda valores essenciais como solidariedade, amor, respeito e cidadania. Sua história de vida é um exemplo de esperança na nossa juventude! Fernanda Tizatto

Co-fundadora e diretora de projetos, Instituto Phi

Na Mídia